A equipa sub 15 Feminina do Alavarium Love Tiles começou, este fim de semana, a sua participação na 2ª fase do Campeonato Nacional com uma deslocação a São Pedro do Sul (visto o jogo da 1ª jornada ter sido adiado para 2 de abril a pedido da Juve Lis) para defrontar a Academia de Andebol São Pedro do Sul.

O jogo acima mencionado terminou com a vitória das Ala Girls por 23-16, tendo alinhado pela nossa equipa Constança Páscoa, Mariana Santos, Érica Alves, Carolina Tavares, Vitória Silva, Raquel Machado, Joana Guerrinha, Matilde Lameira, Letícia Ramos, Katerina Leonchyk e Maria Santos.

Antes do jogo, Carlos Santos técnico das Ala Girls fez a antevisão à participação da equipa nesta prova, referiu ao alavariumandebol.pt que “Tendo como objetivo primeiro o desenvolvimento e crescimento das atletas, e dado o défice de competição real que estas tinham, decidiu-se pela participação  em dois escalões simultaneamente, na fase regional dos campeonatos nacionais (sub 15 e sub 17), para colmatar essa lacuna.

Terminado essa fase, encaramos esta fase nacional como mais uma etapa do crescimento das atletas, não tendo outro objetivo que não crescer e ganhar o maior número de jogos possíveis, sem pôr em causa o desenvolvimento sustentado da equipa.

Com isso em mente fizemos alguns acertos no plantel, de forma a trabalhar nesta fase nacional já com a maioria das atletas que para a próxima época será a base dinâmica desta equipa.

Assim o desenvolvimento sustentado é primordial, deixando de lado eventuais conquistas momentâneas que em termos de desenvolvimento futuro não é apanágio da nossa filosofia de desenvolvimento e aprendizagem das atletas.

Tendo esta explicação como base, a antevisão para esta fase nacional não é mais do que tentar jogar o melhor possível jogo a jogo, crescer como equipa, já que se avizinham jogos difíceis e equilibrados que farão certamente que as atletas cresçam de uma forma individual como em equipa.

Será sem dúvida uma experiência enriquecedora para todos os envolvidos, atletas, dirigentes, treinadores e PAIS.”