O técnico da equipa sénior feminina, João Pinho, fez uma retrospetiva da época das seniores femininas até ao momento. Aproveitando a ocasião fez, também, a antevisão do que será o resto da presente época, no seu pensamento. Ao João Pinho e à equipa sénior feminina desejamos boa sorte

Ao alavariumandebol.pt preferiu as seguintes palavras:

“Terminado o ano de 2021, cumprimos a N/ presença nas competições Europeias com duas derrotas na Holanda perante o Quintus.

Relativamente ao campeonato nacional encontramo-nos com uma classificação que não é habitual para um clube como o Alavarium. Para este período menos bom, concorreram 3 jogos em que não estivemos ao nível desejado. Se a derrota com o SL Benfica acabou por ser inquestionável em virtude da segunda parte terrível que fizemos, já os jogos com o Colégio de Gaia e Alpendorada fugiram-nos por entre os dedos deixando o sentimento que poderíamos e deveríamos ter feito mais e melhor, apesar da boa exibição e da muita qualidade destes adversários.

Por outro lado, estamos nos 1/8 final da taça de Portugal depois de termos eliminado o sempre combativo CISTER de Alcobaça.

Entramos em 2022 com objetivos renovados que passam por escalar na classificação, pensando no presente, encarando cada desafio como o jogo das nossas vidas. Esta premissa tem que ser inegociável no presente para um futuro melhor que o passado.

Esta pausa enorme (mês e meio) faz com que cheguemos ao primeiro jogo deste novo ano sem ritmo competitivo. Em contraponto o N/ primeiro adversário, nada mais nada menos que o campeão nacional, Madeira SAD, terá 3 jogos realizados. Um Handicap que trataremos de combater com uma alma do tamanho do mundo e com a vitória em mente como forma de voltar a arrancar para uma grande época.

Na taça, ditou o sorteio que voltássemos a defrontar o campeão em título no seu reduto. Mais um grande jogo para realizar longe dos nossos adeptos. É N/ objetivo carimbar a passagem fora de portas sabendo de todas as dificuldades que iremos encontrar.

Estão lançadas as bolas para um final de época em crescendo com o apoio incondicional de todos os apoiantes do Alavarium.”